quarta-feira, 19 de abril de 2017

Fr. Silvano regressa à Italia para tratamento médico

Fr. Silvano de Cao, missionário da primeira hora, que chegou à Guiné em 1967 - juntamente com o fr. Ernesto Bicego -, foi obrigado a regressar à Itália para tratamento médico. Ele se encontra atualmente no hospital de Padoua, no norde de Itália. A ele desejamos os nossos votos de rápidas melhoras.
No mês de maio próximo, ele e o fr. Ernesto Bicego deveriam celebrar 50 anos de presença missionária na Guiné-Bissau.

Franciscanos refletem sobre a evangelização franciscana na Guiné-Bissau



No dia 18 de Abril, a grande família franciscana  presente na Guiné-Bissau se reuniu em Cumura (no salão do centro paroquial) para refletir sobre o tema: “A nossa presença missionária e a evangelização”. Moderador do dia foi o fr. Armando Cossá. Depois da exposição do tema, houve um debate que tocou vários assuntos: a maneira franciscana de evangelizar, a dificuldade de garantir a continuidade pastoral nas nossas missões, a promoção humana e os riscos do assistencialismo e paternalismo, os "conflitos" que surgiram ultimamente nalgumas missões franciscanas (Cumura, Quinhamel, Bedanda, Nhoma). No fim, foi concordado que um tema tão importante (e complexo) merecia ser retomado num próximo encontro.
O encontro acabou com uma celebração eucarística presidida pelo custódio, fr. Victor Quematcha, e concelebrada pelos padres presentes. Um almoço fraterno coroou o encontro no qual participaram 49 irmãos e irmãs da I e III Ordens. 

segunda-feira, 27 de março de 2017

A paroquia de Nhoma em retiro



Depois da bonita experiência do retiro de Advento, a nossa paróquia decidiu organizar mais um retiro, desta vez em Nhacra. O orador do retiro foi o fr. Cesário Francisco Mendes Gomes, frade menor, atualmente na comunidade de Blom, que abordou o tema “As quaresmas de S. Francisco”. Na exposição ele afirmou que S. Francisco vivia ao longo do ano não uma, mas seis quaresmas, por um total de 231 dias de penitência! Quer dizer, ele passava a maior parte do tempo do ano fazendo renúncias e sacrifícios. Ele nos incitou a tomar muito a sério o convite de Jesus à conversão, como s. Francisco que não tinha medo de mortificar o seu corpo para estar constantemente unido a Jesus, que era o grande Amor da sua vida e que – segundo ele – era pouco amado. De fato, o santo costumava dizer: “O Amor não é amado!”.



segunda-feira, 13 de março de 2017

OFS e JUFRA realizam retiro de Quaresma 2017



A bela cidade de Canchungo foi o lugar escolhido pelos franciscanos seculares e o jovens da JUFRA para a realização do seu retiro de Quaresma 2017, que aconteceu no dia 11 de março. Estavam presentes cerca de cinquenta irmãos e irmãs vindos de todos os cantos da Guiné. Mais uma vez o animador do dito retiro foi o fr. Renato Chiumento, assistente nacional da OFS, que abordou o tema: “O outro é um dom”. Partindo da Mensagem do papa Francisco (“A palavra é um dom. O outro é um dom”), ele quis sublinhar a relevância do outro na vida cristã. Para o cristão franciscano o outro, longe de ser um adversário ou uma pessoa que limita a minha liberdade e que me “faz sombra”, ele é um irmão (ou uma irmã) que está ao meu lado e me interpela, me obriga a sair de mim mesmo para atender às suas necessidades. Assim fazendo, eu descubro toda a riqueza que o outro é para mim, simplesmente porque ele é diferente e me enriquece na minha humanidade. E me permite de amar. 


Os franciscanos refletem sobre o sínodo diocesano



No passado 8 de Março os franciscanos menores tiveram uma grande reunião em Quinhamel onde foi debatido o tema do “Sínodo diocesano”. Intervieram para ajudar na reflexão o p. Giuseppe Pizzoli, convidado ao sínodo como um dos representantes da diocese de Bafatá, e o fr. Renato Chiumento, membro da comissão preparatória do sínodo. Todos os participantes, que eram 25 (faltavam as fraternidades de Caboxanque e de Dakar), acharam o encontro muito interessante e esclarecedor. Mesmo quem não pude participar da primeira parte (ou sessão) conseguiu captar a atmosfera que se viveu no sínodo e entender quais foram as problemáticas abordadas. Agora todo o mundo espera com ansiedade a celebração da segunda parte (de 29 de maio a 2 de junho) que se prenuncia mais viva e dinâmica.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Visita de D. Pedro e D. Ildo a Rufisque

DOM PEDRO ZILLI E DOM ILDO FORTES VISITAM A FRATERNIDADE FRANCISCANA EM RUFISQUE, SENEGAL 

(Este artigo foi retomado do blogue da diocese de Bafatà: diocesebafatagb.blogspot.com)

Acompanhados pela Irmã Marie Thèresé Mendy das Franciscanas Missionárias de Maria, no domingo, dia 26 de fevereiro, Dom Pedro Zilli e Dom Ildo Fortes, Bispo de Mindelo – Cabo Verde, estiveram visitando a Fraternité Franciscaine “La Portioncule” em Rufisque, próximo a Dakar, Senegal.

Fr. Vincenzo, Fr. Cesário, Dom Ildo, Dom Pedro, Fr. António, Ir. Henryca e Fr. Ivan
Na visita, os bispos encontraram Fr. Vincenzo Brocanelli e Ivan Dalpiaz– italianos; Fr. António Tchami e Frei Cesário Francisco M. Gomes – guineenses; Irmã Henryca – Franciscana Missionária de Maria que, segundo Frei Vincenzo, “deu uma excelente ajuda, sobretudo, no início da comunidade, no dia 02 de outubro de 2015, e que continua dar um grande contributo pelo bom êxito da recente fundação”. Não estavam presentes o Frei José Infanda – guineense e Frei Céletin Ngoy – República Democrática do Congo.

No dia da inauguração, outubro 2015



A presença franciscana é a resposta ao Arcebispo de Dakar, Dom Benjamin Ndiaye, que quer visibilizar mais profundamente a presença da Igreja no meio daquela população marcadamente muçulmana, acolhendo pessoas aberta à graça do Evangelho.
Uma vez aberta a Comunidade, os Freis deram-se logo ao trabalho, reestruturando e aumentando os espaços para oferecer dias de reflexão, oração, seminários, congressos, dias de repouso ou trabalho pessoal na solidão ou com a Fraternidade, acompanhamento espiritual.




Fr. José Infanda, Fr. Vincenzo e Fr. António

Dom Pedro e Dom Ildo ficaram profundamente agradecidos, dizendo-se muito animados por “ver que o Senhor vai suscitando novas possibilidades de encontro com seu Filho Jesus Cristo”. Os Freis disseram que a visita dos bispos ficará marcada “como um dia muito importante para a Fraternidade que se sentiu fortificada no caminho que o Senhor lhes está indicando”. 

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Festa na comunidade de Canchungo



Grande festa na paróquia de Canchungo no sábado passado, 25 de Fevereiro, pela profissão perpetua (=definitiva) da ir. Nita Francisco Gomes na congregação das Irmãs Franciscanas de Nossa Senhora Aparecida. 

A ir. Nita é filha de Domingas Correia e de Justino Francisco Gomes (falecido), tendo nascido em Canchungo aos 12 de Fevereiro de 1982. Fez a sua caminhada de formação cristã na comunidade de Nossa Senhora de África, tabanca de Cabienque. Recebeu o batismo e a primeira Eucaristia na capela de S. Agostinho, em Biacha, onde começou a sua atividade como catequista e responsável dos grupos de adolescentes e jovens de ambas as comunidades. Ingressou na congregação das Irmãs Franciscanas em 12 de Outubro de 2002 e em 2011, no Brasil, fez a sua primeira profissão religiosa. Ela declarou recentemente: “Sinto feliz e grata pelos passos dados. Por tudo Deus seja louvado!" 
Ela é irmã do nosso confrade fr. Cesário Francisco Gomes, atualmente membro da comunidade franciscana de Blom.