segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Descobertos os bandidos que assaltaram a missão católica de Bedanda

A igreja de S. Paulo em Bedanda


A ir. Gessy diante do jardim
A missão católica - como se sabe (ver noticia publicada em junho 2016 neste blogue) - tinha sido atacada por um grupo de três bandidos armados na noite de 6 de junho de 2016. Os delinquentes tinham capturado as duas irmãs e conseguido roubar o dinheiro da comunidade religiosa e do centro de saúde, juntamente com alguns bens pessoais das irmãs (dois computadores e os móveis). A gente da aldeia tinha ficado “chocada” com o acontecimento, sem falar da congregação das Irmãs Franciscanas que tinha decidido fechar a missão, ao menos temporariamente.
Agora, depois de dois meses, graças ao testemunho dum habitante de Bedanda que contou tudo à polícia, o mistério está resolvido. O "cérebro" da operação seria o filho do regulo (=chefe tradicional local); os bens roubados, de fato, foram encontrados na sua casa. Os habitantes da aldeia, aprendendo a notícia, ficaram tão felizes que .... organizaram uma grande festa que durou toda a noite. Agora estão só à espera do regresso das “suas” irmãs. 



domingo, 14 de agosto de 2016

Primeira mariápolis na Guiné-Bissau

Mariápolis significa "cidade de Maria", uma cidade muito especial onde existe uma única "lei": a lei do amor. A primeira mariápolis teve lugar na Itália em 1949. Chiara Lubich, a fundadora do movimento dos Focolares, foi passar um período de descanso numa localidade de montanha. Depois disso, as mariápolis continuaram a ter lugar todos os anos, sempre com o mesmo formato: um tempo de ferias e distensão, mas mantendo sempre o compromisso de amar.
Também a Guiné-Bissau teve a sorte de celebrar a sua primeira mariápolis nos dias 9 a 12 de agosto deste ano no centro de espiritualidade de N'Dame. Era a primeira vez que o movimento dos Focolares organizava um tal encontro na Guiné. Quem participou julgou o encontro como "histórico", "fantástico". Na verdade, foi um encontro muito rico, mas também cheio de muita alegria. O evento foi também coberto pela TVGB e pela radio catolica "Sol mansi". Os participantes foram mais de 50, contando com as delegaçoes que vieram de Senegal e da Costa de Marfim.
O lema era: "Misericórdia, um caminho pela unidade". Foi a experiência vivida durante estes dias de luz, de paz, de alegria.


A irmã Germana regressa a Portugal

Depois de muitos anos de fiel serviço à Igreja da Guiné-Bissau, a ir. Maria Germana de Amim Fernandes deixou a Guiné-Bissau neste mês de agostopor motivos de saúde. A festa de despedida da sua paroquia, S. Francisco de Assis de Antula (Bissau), foi celebrada no dia 31 de julho. A irmã, que tem 75 anos de idade,  pertence à congregação das Irmãs Franciscanas Hospitaleiras da Imaculada Conceição e deixa a Guiné depois de trinta anos de vida missionaria na Guiné. Antes ela tinha passado treze anos no Moçambique, o que faz 43 de vida missionaria.
A irmã partiu muito discretamente, não gostando de festas e elogios, mas talvez também porque ela - secretamente - espera voltar. Um missionário é missionário para sempre!

A ir. Germana (no centro), com Armando Vinha, ir. Lurdes, p. Celso e ir. Eugenia

terça-feira, 21 de junho de 2016

Missionario do Preciosissimo Sangue é ordenado padre


Natural da paróquia de Bandim (Bissau), o p. Florentino ingressou durante a sua juventude no instituto dos Padres Missionários do Preciosíssimo Sangue onde fez a sua incardinação definitiva em 2012. Tendo completado os seus estudos teológicos no seminário maior interdiocesano de Bissau, ele partiu para Espanha onde está a fazer neste momento uma especialização em espiritualidade.
O p. Florentino faz parte dum grupo de nove jovens (seminaristas diocesanos e religiosos de vários institutos) que estudaram juntos no seminário maior. Todos eles estavam presentes no dia da ordenação.

O p. Florentino é o 60° padre guineense a ser ordenado desde a ereção da diocese de Bissau em 1977.

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Nasceu o movimento JUSEHU/Focolares na diocese de Bissau



A diocese de Bissau tem, desde 19 de junho, um novo movimento de apostolado, denominado JUSEHU/FOCOLARES. O título JUSEHU significa Jesus nos Une para Servir a Humanidade, enquanto o nome FOCOLARES alude ao movimento dos Focolares, fundado por Chiara Lubich na Itália em 1943. O novo movimento é de inspiração católica, mas com uma vocação universal reunindo católicos, evangélicos e fiéis de outras religiões. De fato, entre os 88 jovens e adolescentes que fizeram a promessa havia também uma rapariga muçulmana.
A promessa aconteceu durante a celebração dominical na comunidade de S. Clara (paroquia de Brá) na presença de D. José Câmnate na Bissign. E' a primeira vez que este movimento sai ao descoberto, mas a sua fundação remonta a 2011, aquando de um campo de formação organizado em Cacheu pelo Luís N'Bunde, um leigo casado da paróquia de Brá.


sábado, 18 de junho de 2016

Falecimento de duas irmãs adoradoras

No sábado 18 de junho, o carro das irmãs adoradoras do Sangue de Cristo despistou-se por causa ainda por acertar (parece que para evitar uma mota o carro entrou numa cova), fazendo várias cambalhotas. A ir. Romana  (77 anos) faleceu logo no local enquanto a ir. Esperia (77 anos) morreu pouco depois no hospital. Os outros passageiros estão fora de perigo, embora a ir. Marie Chantale, beninense, que estava a conduzir, esteja ainda debaixo do choque.
Os passageiros estavam a caminho de Safim onde queriam participar na cerimónia de ordenação sacerdotal do padre Florentino Imbali Encanha.
As duas irmãs chegaram a Guine respetivamente em 1981 (Romana) e 1984 (Esperia).

quinta-feira, 16 de junho de 2016

A missão de Bedanda atacada por bandidos



Dom Settimio e o primeiro grupo de irmãs franciscanas de Cristo Rei
Nunca tinha acontecido antes. Na noite de 2ª-feira, 6 de junho de 2016, a missão católica de Bedanda, no setor de Tombali, foi atacada por três bandidos armados. Os bandidos eram jovens de idade entre 20 e 24 anos e eram armados com espingarda, terçado e faca. Os delinquentes falavam corretamente o crioulo, vestiam roupa fina e eram bem organizados (todos três estavam com luvas). Levaram o dinheiro da missão, do centro de saúde e da comunidade cristã (grupo jovens, coletas dominicais, etc.) juntamente com objetos pessoais das irmãs (dois computadores, três telemóveis, dois aparelhos fotográficos).

 Fundada em 1986, a missão “S. Paulo Apostolo” foi confiada desde o início às irmãs franciscanas de Cristo Rei que, com o tempo, abriram um centro sanitário e um jardim. Atualmente duas irmãs estão a viver nesta missão: ir. Rina, a superiora, e ir. Lídia. As duas irmãs foram surpreendidas durante a noite (eram 11h00) por um barulho estranho vindo da cozinha. Em pouco tempo elas foram imobilizadas e ameaçadas de morte se não tivessem entregado todo o dinheiro.
Por enquanto não se conhece a identidade dos bandidos, que não parecem ser da zona.
No entanto, a missão de Bedanda foi fechada e as duas irmãs estão a caminho de Itália para um período de descanso e recuperação.